quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

Projeto: USS Galliant (Escape-pod)

O projeto consiste na elaboração e no desenvolvimento de um design para uma nave de combate humana. Nomeada com o registro de USS Galliant.


Nessa 1ª fase do projeto, ocorre o desenvolvimento de uma identidade visual que norteará a linguagem que o projeto deverá seguir.
Assim sendo, optei por um visual ilustrativo mais voltado para emblemas da 2ª Guerra Mundial - Pin Ups - Pois estas, remetem a uma sensualidade e nostalgia que contrastam com o tema futurista do projeto.
Quanto a paleta de cores, optei por tons da família do verde, verde oliva, terra entre outros. Estes são bem representados no modelo do escape-pod que vem a seguir. 


Nessa 2ª fase do projeto, o objetivo é o desenvolvimento do módulo de fuga, Escape-pod, que modelei tendo como base de referência um sketch de cápsula do filme Star Wars.
 
 
A seguir, o modelo finalizado.
 

 
 


Próximo passo, finalização do design da USS Galliant. Que está 98% concluída.
 
Softwares utilizados: Cinema 4D e Photoshop

quarta-feira, 19 de dezembro de 2012

Projeto: Katana

 
Projeto de modelação de um conjunto de espadas samurais.
O intuito do projeto foi somente o contínuo processo de exercício da atividade de modelação. Para tanto, foram modelados uma katana (espada maior), uma Wakizashi (espada menor) e sua base tradicional.
Existem modelos de base com três lugares, que  sustentam um jogo completo de armas de um samurai. Que seriam a Katana, a Wakizashi e a Kodashi (uma espada intermediária entre as duas primeiras. Pode ser considerada como um punhal de 59cm)
 
História das Daishôs
(Conjunto de armas do Samurai) 
 
A Katana foi a arma mais usada no Japão medieval, principalmente após sua unificação pelo Shogun Tokugawa Ieyasu (início do séc XVII), período de muitos duelos entre samurais. Tão grande era sua importância que foi declarada privilégio exclusivo da classe guerreira em 1588. A espada é a alma do samurai”, disse Tokugawa Ieyasu
Um samurai era facilmente reconhecido pelas ruas por portar duas espadas presas ao obi, uma longa, a Katana (de 60 a 102 cm), usada nas lutas em locais amplos, e uma menor, a Wakizachi (de 30 a 60 cm), para espaços fechados.
 
A wakizashi (também conhecida como Oo-wakizashi ou Naga-wakizashi) é uma espada curta japonesa, usada em conjunto com a katana pelos samurais.              
Era usada principalmente em combates de curta distancia onde você tinha menos tempo para desembainhar sua arma, possibilitando assim um rápido ataque ao oponente geralmente no joelho ou outras articulações no intuito de imobilizá-lo. Essa arma era utilizada também na prática do seppuku.
 
Kodachi É usada principalmente para a defesa pois seu tamanho reduzido (59 cm) duplica sua velocidade em relação a espadas maiores, embora não proporcione um bom ataque. A Kodachi tem a dobra da lâmina levemente maior que a Wakizashi e um pouco mais leve, tem seu tamanho mais aproximado com a Wakizashi do que com a Katana. É frequente ser confundida com a Wakizashi.

 
 Softwares utilizados: Cinema 4D e Photoshop

Projeto: Dojo


Projeto de um espaço para a realização de aulas de Kenjutsu, arte samurai.
O trabalho consistia em desenvolver um espaço arquitetônico condizente com as atividades que seriam realizadas nesse local.

História do Kenjutsu
Existem vários estilos de kenjutsu. Os primórdios da arte remontam ao período Kofun da história japonesa, com registros sobre o Kashima-no-Tachi , ou "espada de Kashima", supostamente ensinada aos soldados Sakimori que eram destacados para proteger as fronteiras contra ameaças externas. A evolução do kenjutsu se deu basicamente na região de Kashima, Ibaraki, onde havia sete estilos sob a supervisão de sete sacerdotes xintoístas, e na região de Kyoto, onde havia oito estilos sob a supervisão de oito monges budistas.
Os estilos de kenjutsu como conhecidos hoje foram tomando forma no período Muromachi (séculos 15 e 16) , em particular no período Sengoku. Existem basicamente quatro estilos (alguns definem três) que foram a fonte da grande maioria dos estilos criados posteriormente:

· Shinkage-ryû, criado por Kami-izumi Ise-no-kami Hidetsuna a partir do Kage-no-nagare , criado por Aisu Ikôsai Hisatada;
· Tenshinshôden Katori Shintô-ryû, criado por Iizasa Chôisai Iga-no-kami Ienao ,o Kasumi Shinto Ryu e o Kashima Shinto Ryu;
· Chûjô-ryû, criado por Chujô Hyôgo-no-kami Nagahide ;
· Nen-ryû, criado pelo monge Nen-ami Jion , em particular o estilo Maniwa Nen-ryû .

O número de estilos de kenjutsu existentes teve uma grande expansão durante o período Edo (séculos XVI a XIX), registrando-se mais de 500 estilos de kenjutsu em seu auge. Foi nessa época que se começou a praticar kenjutsu com a shinai, a espada de bambu, e com o bogu, a armadura, no que foi o precursor do kendo moderno.
Alguns dos principais estilos de kenjutsu que se desenvolveram no período Edo foram:

· Niten Ichi Ryu, criado por Miyamoto Musashi;
· Yagyu Shinkage Ryu, criado por Yagyu Muneyoshi, a partir do Shinkage Ryu de Kami-izumi Ise-no-kami Hidetsuna;
· Ittô-ryû, criado por Itô Ittôsai Kagehisa, a partir do estilo Toda-ryû, que é a linhagem legítima do estilo Chûjô-ryû, criado por Chujô Hyôgo-no-kami Nagahide.
· Suio ryu, de Mima Yochizaemon

Com a restauração Meiji, no fim do século XIX, e a proibição do porte de espadas, vários estilos acabaram desaparecendo, fato que se repetiu após a derrota japonesa na Segunda Guerra Mundial. Mas ainda existem vários que sobreviveram até os dias de hoje.
Atualmente, existem duas organizações, a Nihon Kobudô Kyôkai e a Nihon Kobudô Shinkôkai que congregam vários dos estilos de kenjutsu ainda existentes.
Em diferentes países, existem federações locais. No Brasil existe a CBKob (Confederação Brasileira de Kobudo), antiga CBKen (Confederação Brasileira de Kenjutsu o qual, o "Instituto Cultural Niten" se faz o principal representante em solo brasileiro. www.niten.org.br)    
Softwares utilizados: Cinema 4D e Photoshop

sábado, 1 de dezembro de 2012

Projeto: Espada 01



Projeto de design de uma espada nórdica.
Foi apenas um exercício de modelação, iluminação e mapeamento de texturas básicas. Como também, criação de um cenário adequado ao tema.

Softwares utilizados: Cinema 4D e Photoshop

quarta-feira, 28 de novembro de 2012

Projeto: Pen Drive


Projeto inicial de desenvolvimento de design de um Pen Drive.
Por enquanto é apenas um estudo de volume das partes internas do pen drive. Uma maneira empírica de averiguar o espaço que ocupa os componentes lógicos do pen.
Depois dessa parte,  iniciarei o projeto de re-design do objeto

Software utilizado: Rhinoceros e Photoshop

segunda-feira, 12 de novembro de 2012

Projeto: Jóia




 
Projeto de Design de uma jóia criada para a conclusão de curso em Design FACAMP.

O trabalho consiste de uma análise empírica entre os processos manuais de fabricação 
de jóias e as novas tecnologias industriais que paulatinamente vem se 
introduzindo nesse ramo, a joalheria.  
Para tanto, a bacharel em design - Gabriela M. Francisco - criará a partir 
desse desenho dois modelos.
Um será produzido por técnicas tradicionais de um artesão, o ourives. Quanto ao outro, será produzido por técnicas de computação. Esse modelo matemático será prototipado e posteriormente fundido em prata.
Quando o modelo prototipado for feito, postarei suas imagens.

Softwares utilizados: Rhinoceros, Cinema 4D e Photoshop

sexta-feira, 2 de novembro de 2012

Projeto: Toy




Projeto de modelação de um Toy Art
Esse trabalho realizado em conjunto com o designer, Thiago Luporini, criador do desenho dessa peça, tinha por objetivo desenvolver um produto para ilustrar sua tese de conclusão de curso. Quanto a minha função, foi a de trazer a realidade seus conceitos desenhados a mão para um modelo matemático em escala. O qual poderia ser enviado a um birô de prototipagem rápida.

Quanto ao significado do Toy Art
Toy art, designer toys, urban vinyl, etc, são vários os termos que definem o conceito de "brinquedo de arte". Ele não foi feito para brincar, mas sim para pessoas maiores de idade (especialmente adultos) e com o intuito de ser um objeto colecionável e ou para decoração. O toy art é em síntese, uma "tela" em 3 dimensões para artistas e designers expressarem suas artes. Assim sendo, toy art é a manifestação contemporânea que se apropria do brinquedo para mesclar o design, a moda e a arte urbana do grafite.


Essas obras sempre terão tiragens limitadas, numeradas ou assinadas, e não serão relançadas, como um brinquedo comum, a não ser que o artista crie um novo grafismo. Brinquedos são para crianças brincarem e posteriormente (destruir ou passar para frente). Um toy art é um objeto para adultos ou adolescentes colecionarem e guardarem. Quando estes possuem membros articulados, são somente para mudar as poses de sua exibição.
Quanto a temática, um toy geralmente evoca imagens infantis, baseadas em bichinhos, personagens famosos de desenhos animados ou super-heróis. No entanto, os temas podem ser violentos, subversivos, políticos, cômicos, criativos ou de linguagem urbana, underground, erótica, satírica, etc. Dessa forma, o objetivo da arte toy é, como qualquer obra de arte, é a de causar alguma reação no observador.

Quanto a sua origem e os materiais
- Em 1998, um desconhecido artista de Hong Kong, Michael Lau, levou para uma amostra de brinquedos alguns GI Joe ( para nós o conhecido Falcon)  remodelados e customizados, com roupagens no estilo hip-hop, logos, correntes e jeans. Eles fizeram muito sucesso por serem muito diferentes de tudo que se havia visto até em tão.
Tal criatividade estimulou a imaginação de muitos artistas e entusiastas. Lau criou somente 101 figuras customizadas que hoje valem como verdadeiras jóias. O elevando ao status de mito e referência quando se fala sobre esse movimento artístico.
- Qualquer material pode ser utilizado para se fazer um toy art. Os nacionais são geralmente de tecido ou plush, por serem de fácil manufatura e acesso. Já os importados costumam ser de vinil ou de materiais plásticos advindos de processos industriais bem mais caros. Há também os feitos em metal, resina, gesso, cera e até de papel.

Softwares utilizados: Corel Draw, Photoshop, Rhinoceros e Cinema 4D

segunda-feira, 29 de outubro de 2012

Projeto: Casa de Praia


Projeto de estudos de iluminação com VRay.
O intuito do trabalho é melhorar as técnicas de aplicação desse plugin tão poderoso.
Quanto ao Espaço, ele foi obtido de um tutorial básico do Vray. Contudo, como 
haviam muitas inconsistências projetuais no modelo, precisei fazer algumas alterações 
para que o ambiente ficasse mais real.

Softwares utilizados: Cinema 4D e Photoshop

terça-feira, 16 de outubro de 2012

Projeto: Quadrilátero Vídeo

video
Finalização do projeto da empresa ISMA pelo Estúdio de Design Quadrilátero.

sábado, 29 de setembro de 2012

Projeto: Quadrilátero



 
Projeto desenvolvido pelo estúdio de design Quadrilátero, para Isma. Uma empresa nacional, atuante no mercado desde 1970, oferecendo soluções para organizar e armazenar materiais através de uma extensa e versátil gama de produtos, fabricados com excelência e qualidade certificada pela ISO 9001.
 
Meu trabalho nesse serviço foi a de desenvolver "peças em 3D" do mostruário da Isma seguindo o layout projetado e proposto pelo estúdio de design Quadrilátero. 
 
Contatos:
 
Softwares utilizados: Cinema 4D e Phtoshop

segunda-feira, 25 de junho de 2012

Projeto: Like Soap



Projeto de marca desenvolvida para uma Like Store de Gustavo Ferrara.
A loja virtual venderá sabonetes personalizados pela internet.
Concepção de design criado por Gustavo Ferrara, desenvolvimento da arte e sua finalização João Marcelo B.


Desenvolvimento do Carimbo que marcara a logomarca no produto da empresa.
Ela será prototipada para então poder ser desenvolvida as peças final que criará o marcador de sabonete.

Softwares utilizados: Corel Draw, Adobe Illustrator, Phtoshop, Rhinoceros e Cinema 4D

segunda-feira, 19 de março de 2012

Projeto: Bacco


Proposta de revitalização e requalificação dos espaços de serviço do
escritório de arquitetura "Bacco Arquitetos  Associados".
Bacco Arquitetos Associados (Barbosa & Corbucci) - Rua General Jardim 645, cj 21 -
CEP : 012223-011 - São Paulo, SP - Brasil - Tel: 55 11 32585961

A proposta de projeto tinha como objetivo atender a dois pré-requisitos básicos:

- Revitalizar e requalificar os ambientes escolhidos
- Se possível submeter o projeto a um tema relevante
ao tipo de atividade do escritório


Revitalizar e Requalificar os Ambientes Escolhidos
Por uma questão de ordem, foi decidido que a melhor ação nessa parte do projeto seria a de reestabelecer as funções originais dos cômodos em questão. Que por motivos além do meu conhecimento, tiveram seu papéis alterados no passado. E hoje demonstram as sucessivas adaptações, as vezes não muito felizes, necessárias para que tais cômodos pudessem exercer suas novas funções a contento.
Outro diagnóstico importante que respalda a requalificação desses espaços seriam:
Normalmente o cômodo destinado ao banheiro ou lavabo, como não há chuveiro, é utilizado por uma pessoa de cada vez. Sendo assim, seu espaço pode ser reduzido. Diferente da copa que geralmente é compartilhado por mais de uma pessoa ao mesmo tempo. Sendo assim, a utilização do espaço maior para o "bh" e o espaço menor para a copa causam um certo desequilíbrio funcional que não poderia aparecer em um escritório de arquitetura.
Quanto a entrada, o objetivo era propor um fluxo mais dinâmico e um design mais requintado. Contudo, ele como está agora, não representa nenhum problema de funcionalidade ao dia dia do escritório. As mudanças foram propostas devido a oportunidade aberta pelo projeto principal.


Quanto aos argumentos para sua alteração, ficam anotados somente o questionamento do espaço "perdido" entre as portas antifurto e a de vidro. Estes poderiam ser melhor aproveitados estabelecendo uma afirmação visual e reforçando o contesto da marca Bacco arquiteto associados.
Para tanto, a proposta indica a recolocação das portas antifurto logo a pós a de vidro que tem por função somente ser uma película, translúcido, que separa o ambiente privado do escritório da circulação pública do prédio. Outra função para a porta antifurto é a de ser um painel que contrastará com uma imagem da marca do escritório aplicada na de vidro.

Tema proposto para o design do projeto
A Bacco arquitetos associados se caracteriza por um escritório de arquitetura voltada principalmente para projetos de grande porte como aeroportos, escolas, terminais rodoviários, plantas industrias, etc. Com isso em mente, o tema deveria ser algo próximo a realidade da empresa.
Assim, foi escolhido como tema o arquiteto Oscar Niemeyer. Devido a similaridade de seus projetos com os da Bacco e por ser um profissional 100% nacional.
Com relação ao piso, foi decidido pela proposta de implementar uma representação do calçadão de Copacabana, um elemento de "diversão ao projeto" que combina com o "ar" tranquilo e até boêmio que o escritório possui.

O calçadão tem cerca de 4,15 Km e percorre as praias do Leme até a de Copacabana.
Foi construída pelo Prefeito Pereira Passos em 1906 com pedras (calcita branca e basalto negro) importados de Portugal.
O estilo curvilíneo, característico do calçadão atual só foi delineado a partir de 1970 com o aumento da faixa de areia
e o alargamento das pistas da orla. Este trabalho foi realizado por  Burle Marx que quis manter o
desenho original mas aumentando as dimensões de suas curvas.
Outra curiosidade é que o traçado do Calçadão é baseado no da Praça do Rocio em Lisboa, representando
o encontro das águas doces do Tejo com o Oceano Atlântico.
Mas para nós brasileiros, suas ondas representam o doce balanço do mar na praia da princesinha.


Softwares utilizados: Auto CAD, Cinema 4D, Photoshop

terça-feira, 7 de fevereiro de 2012

Projeto: Niten

 
 
 
 
 

Projeto realizado para um evento esportivo de artes marciais em 2005.
Todo o design do material promocional foi crido por mim, e este foi avaliado por uma junta responsável pela organização do evento em Campinas.

Softwares utilizados: Corel Draw, InDesign e Photoshop.

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

Projeto: Reforma Fachada

 
 
 
 

Projeto de reforma da fachada de uma residência familiar.
O objetivo foi revitalizar e aumentar a segurança do imóvel. Para tanto, foram substituídos
os antigos portões de lança de 1,5 por novos de 2.50 eletrônico, os muros foram aumentados proporcionalmente, todas as inspeções ( água e luz ) foram reposicionadas conforme
as novas normas de construção vigentes ( voltadas para o exterior do imóvel).
Também foram substituídos os pisos por modelos mais novos e eficientes.


Arquiteto responsável: João Marcelo B.
Softwares utilizados: Auto CAD, Cinema 4D, Photoshop